Home / Serviços / Guias

  • Educação Financeira

  • Investimentos

  • Segurança

Educação Financeira



O crédito está aí para melhorar a vida das pessoas. É só não exagerar que ele nunca vai faltar. Esse é o mote da campanha Uso Consciente do Crédito da Federação Brasileira dos Bancos está sendo veiculada desde o dia agosto. De caráter nacional, o objetivo dessa campanha é chamar a atenção das pessoas para a importância de se utilizar empréstimos e financiamentos levando em conta três aspectos muito importantes num endividamento consciente: se o valor das parcelas do empréstimo ou do financiamento cabe no orçamento mensal, qual é a alternativa de crédito mais adequada e sua comparação com as alternativas oferecidas pelo mercado. Com a avaliação mais cuidadosa desses pontos é possível evitar o endividamento excessivo ou desnecessário.


Há um consenso entre especialistas que o superendividamento decorre de três fatores. Primeiro, por causa de gastos inesperados com acidentes da vida, como doenças, morte, acidentes, desastres naturais, desemprego. Depois, por falhas no processo de oferta, análise, concessão e uso do crédito por parte dos credores. Por fim, pelo descontrole dos devedores de suas finanças pessoais, ou seja, por falta de um orçamento pessoal ou familiar.


É sobre esse último ponto que a campanha procura população de que a falta de controle no orçamento e no uso não racional do crédito pode levar famílias ou pessoas a assumirem dívidas muito superiores à sua capacidade de gerar renda para garantir sua subsistência e, ao mesmo tempo, pagar seus débitos.


Expansão do Crédito


Na última década, o volume dos empréstimos registrou uma expansão média de 20% ao ano, contribuindo de forma decisiva para o vigoroso crescimento da economia do País e para a melhora da qualidade de vida das pessoas. As pessoas passaram a consumir mais, inclusive aquelas pertencentes às classes mais populares que até então desfrutavam de restrições no mercado de consumo. O aumento do emprego e da renda deu condições para esse quadro de expansão do consumo.


Para assegurar o crescimento sustentável do crédito, sem provocar desequilíbrios no orçamento das pessoas, superendividemento, e da economia do País, é fundamental o acompanhamento constante das finanças pessoais e o conhecimento de amanhã. Embora a economia do País atravesse uma boa fase, o fantasma da inflação e a crise financeira mundial exigem cautela do consumidor. É hora de cortar gastos desnecessários e comprar, por me crédito, com parcimônia.


Por isso, a campanha, que ficará na mídia até o final de setembro, vai insistir que sabendo usar, ou não exagerando no uso, o crédito não vai faltar. Os anúncios nas rádios, mídia impressa e extensiva alertam as pessoas para alguns aspectos dos empréstimos bancários, tais como:


  • Não transformar o limite do cheque especial em uma extensão do salário
  • Lembrar que o pagamento mínimo da fatura do cartão de credito significa jogar o restante para o mês seguinte, com juros e outros encargos.
  • Que o crédito existe para ajudar na realização dos sonhos e, para deve ser observada a linha de crédito mais adequada às necessidade, com prazo e juros mais convenientes.
  • Planejar as conquistas mantendo o orçamento familiar em dia, não esquecendo de considerar os gastos com lazer, compras extras e despesas inesperadas.

Fonte: www.febraban.org.br/campanhacredito

Investimentos


Quando você está com seu planejamento financeiro organizado e regularmente há um saldo positivo de bom tamanho ao final de cada mês, vale a pena pensar em fazer algum tipo de investimento.


Apresentamos aqui os tipos de investimento mais conhecidos e praticados no mercado. Para saber quais são mais indicados para você ou para a sua empresa, o ideal é ter um profissional sério e experiente que possa orientá-lo de acordo com o seu perfil financeiro e comportamental.


Fundos


É a reunião de recursos de um conjunto de investidores que têm interesses e objetivos de investimento em comum no mercado financeiro e de capitais. As pessoas, físicas ou jurídicas, adquirem cotas e remuneram – mediante o pagamento de taxa de administração – uma instituição que gerencia esses recursos comprando e vendendo ativos no mercado.


A administradora dos fundos tem a finalidade de obter um rendimento, com o máximo de lucro e o mínimo de riscos, que permita ganhos interessantes para todos os cotistas e para a própria instituição, já que as taxas são calculadas sobre o rendimento obtido.


CDB Direto


O CDB é um título de renda fixa de prazo pré-determinado, registrado na CETIP desde março de 1986, e cuja rentabilidade é definida no ato da negociação. É um título transferível e negociável, destinado a aplicações de pessoas físicas e jurídicas com conta-corrente no banco. Pode ser emitido por bancos comerciais, múltiplos, de desenvolvimento e de investimento.


A taxa paga pelos bancos pode ser pré-fixada, pós-fixada ou flutuante (atrelada ao percentual da variação de índices como TR, TJLP, CDI, ou de índices de inflação, como IGP-DI ou IGP-M). Nos CDBs pré-fixados, como o próprio nome já sugere, você sabe na hora da compra qual será a taxa de remuneração. Nos pós-fixados, a remuneração do investidor só será definida depois do vencimento do título.


Normalmente, as aplicações têm prazos que variam entre 30 dias a 720 dias. Em geral, os bancos concedem taxas melhores de acordo com o prazo do investimento, isto é, quanto maior o prazo do investimento, melhor deverá ser a taxa que você receberá do banco.

Segurança


O Banco FICSA dispõe dos mais avançados recursos tecnológicos existentes hoje para garantir que você use o Internet Banking com total tranquilidade. No entanto, é necessário tomar algumas medidas que, embora muito simples, garantirão a segurança de suas transações.


Veja abaixo algumas dicas e orientações, eficientes e fáceis de serem seguidas.


Cuidados com o computador


• Instale em sua máquina e mantenha atualizados softwares antivírus, firewalls e antispywares confiáveis. Dê preferência aos antivírus que fazem, automaticamente, as atualizações
• Cheque, com ajuda do programa antivírus, a condição de segurança de arquivos recebidos por e-mail ou baixados da internet, antes de abrir ou executá-los.
• Para acessar sites de transações financeiras, prefira sempre utilizar browsers (navegadores) conhecidos, em versões atualizadas. Isso garante que você usufrua de mecanismos de segurança atualizados e confiáveis.
• Não utilize programas piratas ou desconhecidos.


Cuidados ao usar a internet


• Evite acessar internet banking a partir de computadores públicos (lan houses, cyber cafés e terminais de acesso). Os dados digitados durante o seu acesso podem ficar armazenados e posteriormente serem resgatados por outras pessoas.
• Desconfie de arquivos e aplicações de origem desconhecida. Não execute e nem abra material desse tipo, já que pode conter vírus, cavalos de troia e outros aplicativos maliciosos capazes de infestar seu computador e capturar informações e dados pessoais.
• Evite navegar em sites arriscados e só faça downloads (transferência de arquivos para o seu computador) em sites conhecidos e confiáveis. Tome cuidado, principalmente, com arquivos e endereços obtidos em chats e salas de bate-papo (normalmente, frequentadas por muitos hackers).
• Não confie no conteúdo de uma mensagem de e-mail apenas pelas informações que aparecem no campo do remetente (“From” ou “De”) é bastante comum tais dados serem forjados por golpistas para dar credibilidade à inúmeras fraudes.
• Não propague correntes ou boatos de pânico por e-mail. Em geral, a intenção dos fraudadores é aumentar o uso de linhas de telecomunicação com mensagens em cascata. Simplesmente delete-os.


Cuidados ao usar o Internet Banking FICSA


• Fique atento às movimentações de sua conta-corrente. Caso observe qualquer lançamento irregular, que não tenha sido realizado ou autorizado por você, entre em contato pelo telefone 0800 702 8100 ou pelo e-mail internetbanking@FICSA.com.br.
• O Banco FICSA não envia e-mails contendo links de direcionamento para o Internet Banking. Não clique em links existentes no corpo de e-mails para iniciar uma sessão do Internet Banking.
• Para acessar o site do Banco FICSA, digite www.FICSA.com.br diretamente na barra de endereços do seu navegador (browser). Isso evita o acionamento de sites falsos.
• Comunique imediatamente o Atendimento ao Consumidor (0800 702 81 00) caso receba qualquer e-mail ou telefonema em que sejam solicitados seus dados pessoais (tais como nome, número da conta, senha, RG, CPF, endereço, telefone, etc.). O Banco FICSA jamais vai contatá-lo para solicitar dados pessoais ou para a realização de operações via internet ou telefone. Ainda que pareça ser mesmo um telefonema do FICSA, desconfie.
• Utilize computadores confiáveis, pessoais ou corporativos.
• Caso tenha dúvida sobre qualquer procedimento on-line, entre em contato através do e-mail internetbanking@FICSA.com.br, ou ligue para 0800 702 8100 e fale com um de nossos operadores de plantão.


Cuidados com senhas


• Evite escolher senhas que possam ser adivinhadas com facilidade: formadas por algarismos sequenciais ou a partir de informações pessoais como datas de aniversário, números de telefone ou de documentos. Evite também o uso de senhas que sejam de conhecimento comum.
• Memorize sua senha. Evite anotá-la em cartões, papéis ou telefone celular.
• A senha é pessoal e deve ser exclusivamente do seu conhecimento. Jamais informe sua senha a terceiros.
• Adquira o hábito de trocar, periodicamente, as suas senhas pessoais (de cartões, dispositivos eletrônicos, e-mails, sites, etc.). É recomendável trocar a sua senha do Internet Banking FICSA a cada 30 dias. O procedimento é rápido e fácil.
• Nem mesmo funcionários do Banco FICSA estão autorizados a solicitar sua senha. Caso isso ocorra, comunique o fato imediatamente ao gerente da sua conta.
• Adquira o hábito de trocar, periodicamente, as suas senhas pessoais (de cartões, dispositivos eletrônicos, e-mails, sites, etc.). É recomendável trocar a sua senha do Internet Banking FICSA a cada 30 dias. O procedimento é rápido e fácil.
• Tenha cuidado ao usar o telefone: somente digite sua senha em aparelhos próprios ou de pessoas e empresas de sua absoluta confiança, e quando a ligação partir de você. Sua senha pode ficar registrada na memória do aparelho, principalmente de celulares, e ser utilizada depois por pessoas mal-intencionadas.

© 2011 - Banco FICSA S.A. - Todos os direitos reservados.