Home / Institucional / O Banco FICSA

  • CET

Custo Efetivo Total (CET) e Liquidação Antecipada


O que é?


CET é a sigla para identificar o Custo Efetivo Total, criado através da Resolução 3517, do Conselho Monetário Nacional. Através de tal resolução todas as todas as instituições financeiras ficaram obrigadas a informar aos clientes consumidores o Custo Efetivo Total - CET das operações de empréstimos e financiamentos.


O Custo Efetivo Total - CET deve estar expresso na forma de taxa percentual anual e deverá ser calculado considerando os fluxos referentes às liberações e aos pagamentos previstos contratualmente, incluindo a taxa de juros pactuada, os tributos, tarifas e eventualmente outros valores que forem objeto de financiamento.


Como é calculado o Custo Efetivo Total - CET?


O Custo Efetivo Total - CET é calculado considerando os fluxos referentes às liberações e aos pagamentos previstos na operação de crédito a ser contratada, incluindo taxa de juros pactuada, que deve estar expressa em percentual anual.


Por força da Resolução 3517, do Conselho Monetário Nacional, as instituições financeiras estão obrigadas as informar o Custo Efetivo Total - CET ao consumidor?


Sim, antes da contratação da operação, o consumidor precisa ser informado do Custo Efetivo Total - CET incidente na operação de crédito que ele pretende contratar. O CET também deverá ser informado a qualquer momento, quando solicitado pelo cliente.


Por que é importante para o consumidor conhecer o Custo Efetivo Total – CET?


Ao analisar o Custo Efetivo Total – CET o consumidor poderá comparar as condições dos diferentes tipos de empréstimos entre diversas instituições financeiras, optando pela solução que melhor atenda aos seus anseios e necessidades.


Normativo:


  • Resolução 3.517, de 06 de dezembro de 2007.

© 2011 - Banco FICSA S.A. - Todos os direitos reservados.